Sábado, Novembro 26, 2022

Entenda como começou o conflito entre os rappers Valete e Prodígio.

Recomendado
GM Teamhttps://grandamambo.com
Grandamambo é um Portal que centra o seu conteúdo na Promoção, Informação e Educação Musical, Cultural e Artística.

Você conhece a história do conflito entre Valete e Prodígio?

Tudo começou quando Valete decidiu voltar aos microfones depois de um tempo parado, isso foi em 2017.

O Valete olhou a sua volta e notou que o Rap Interventivo, o dito “Rap Consciente” estava a ser sufocado pelo rap festivo e de ostentação.

Indignado com a situação, Valete lança a música “Rap Consciente”, na faixa, ele explica o motivo da sua ausência aos microfones e faz duras críticas ao estado do rap naquela altura.

“Geração Snapchat ancorada no narcisismo
Terceira Guerra Mundial entre Ocidente e Jihadismo
E nós com rimas de ostentação e materialismo”- Valete

Entre várias linhas, uma foi pesada demais para os ouvidos do Prodígio, Valete rima da seguinte forma:

“Piroso do caralho, prodigioso para eles, para nós mais um paspalho”.

Esse verso aqueceu o movimento Hip-Hop, mas Valete surge num comunicado a Platinaline onde diz o seguinte:

“Venho por este meio comunicar que ao contrário das notícias que estão a circular, a música que lancei “Rap Consciente” não é direccionada para o Rapper Prodígio de Força Suprema. A ideia da música não é individualizar mas sim abordar um problema geral do que estamos a viver na música Rap e na cultura Hip-Hop. O Hip-Hop está a perder a sua matriz humanista e contra-cultural e a tornar-se cada vez mais um tubo de ensaio para experiências de novos hedonismos e novos materialismos.”

Mas como o Prodígio claramente não gostou, em seguida lança a música “R.A.P” (Retaliações Antes da Paz).

Na faixa Prodígio responde as duras críticas feitas pelo Valete, sobre seu rap e de seus colegas, o rapper da Força Suprema sentiu que aquelas barras foram ataques direitos para o seu grupo e especialmente para ele.

“Querem revolução?
Façam como o “Kappa” e o “Luaty”
Me venderam gato por lebre e eu quero a devolução
Em 2017 manos ainda vendem revolução?
É melhor irem pra política, esqueçam os Mc’s
Da forma que falam de Angola tipo que África só tem um país
Os outros países africanos também tem problemas”

Não se contentando, Prodígio na sua terceira parte da saga Pro Evolution lançada em 2021 decide voltar ao conflito com a terceira faixa do projeto, “Rap Inconsciente”.

“Eles disseram que o meu rap não era consciente, niga
Espancado pela polícia, eu vi o meu tropa inconsciente
Mano, tu queres rap consciente? Queres rap ou queres rap consciente?
Eu não tenho rap consciente
Mano, tu queres rap consciente? Queres rap ou queres rap consciente?
Eu só tenho rap inconsciente”

Por sua vez, Valete não alimenta o conflito, não responde absolutamente nada, mesmo depois de Prodígio numa entrevista dada ao programa de 2 Contra 1, ter afirmado que estava disposto a cair com Valete e que no rap lusófono não tem um rapper que tem cardio capaz de “correr contra ele”.

Não foi claramente um beef directo, mas quem você acha que se saiu melhor no embate??

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Recentes

“TAKE IT EASY” é a mais recente música do rapper Vanyy B.

Já se encontra disponível a música "TAKE IT EASY", nas vozes de Vanyy B com Anyway, Jaiulmar & Thirty...
- Advertisement -spot_img

Veja Também

- Advertisement -spot_img
×