Contactos

Luanda - Angola | Maputo - Moçambique

Entre em contacto.

Com o avanço da tecnologia, hoje em dia é possível montar um estúdio funcional no teu “quarto”, e com um investimento relativamente baixo.

Antes, pelo alto custo, os estúdios de gravação eram previlégio de grandes gravadoras que dominavam o mercado fonográfico.

Mas, hoje em dia, qualquer pessoa com um capital inicial razoável pode montar e produzir suas faixas.

Neste pequeno tutorial tutorial abaixo explicaremos os itens essenciais e a dinâmica básica do funcionamento do estúdio.

Passo 1 – O COMPUTADOR 💻

O computador é, hoje em dia, a maior ferramenta para produção musical.

O computador se tornou um instrumento incrível para a gravação e processamento de áudio.

Com a possibilidade de realizar múltiplas tarefas e com resultados mais que satisfatórios, o avanço na manipulação do áudio digital, aliado a continua diminuição dos custos, foram fundamentais para a popularização do uso do computador para a produção musical.

Nele, você instalará sua DAW (Digital Audio Workstation), um programa contendo diversos recursos, como a possibilidade de gravação e manipulação de áudio, inserção de plugins de efeito, instrumentos virtuais e diversos outros recursos para produção musical.

Existem muitas DAW’s no mercado, como o Ableton Live, FL Studio, Reaper, Pro Tools, Cubase, Mixcraft, etc.

Passo 2 – PLACAS DE SOM

Dependendo de sua utilização, a placa de áudio interna do computador poderá suprir suas necessidade como, por exemplo, se você não precisar gravar elementos externos reais, como voz, guitarra e bateria.

Você até pode ligar um microfone na entrada de áudio do computador, mas a qualidade não será das melhores, a não ser que você tenha um pré-amplificador ou uma mesa de som potente.

Se você deseja realizar gravações de vocais, guitarras, baixos, baterias, é bem essencial ter uma dessas por perto.

Marcas com modelos de baixo custo e boa qualidade são a M-Audio Fast Track Pro, Focusrite e PreSonus. Marcas como RME, Apogee e MOTU custam mais e oferecem qualidade superior, tanto nos pré-amplificadores como nos conversores de sinal.

Passo 3 – MICROFONES

Para gravar vozes, amplificadores de guitarras e outros sons, um bom microfone é essencial.

Em geral, na produção de música eles se dividem em duas esferas: os dinâmicos e os condensadores.

Passo 4 – MONITORAÇÃO DE AÚDIO

É importante ter um bom par de caixas de som para a produção da música, ouvindo o que você gravou para ter uma ideia do resultado e eventuais mixagens.

Algumas dessas caixas podem ser ligadas directamente à interface/placa de áudio, sendo desnecessária a presença de um amplificador ou receptor.

Apesar do que muitos dizem, é possível sim produzir com um bom par de fones de ouvido, buscando sempre pela maior fidelidade de reprodução do som.

Obrigado por leres até aqui.

Mais algumas dicas importantes:

✅ Conhecimentos de captação de áudio e mixagem.

Elas serão importantes caso você queira produzir teus bangers no biva, sem depender de terceiros.

São as principais etapas para a criação de faixas eletroacústicas, sendo ambas determinantes para o resultado final.

Uma boa captação irá lhe garantir maior sossego durante a mixagem e masterização da faixa, sendo muitas vezes difícil resolver problemas da mesma durante a etapa mixagem.

E aí!?🎵

Pronto pra começar a jornada e se tornar num SUPER PRODUCER?

Comentários do Facebook

Compartilhar: