Quinta-feira, Outubro 6, 2022

Entrevista com Roro Realdog

Recomendado
GM Teamhttps://grandamambo.com
Grandamambo é um Portal que centra o seu conteúdo na Promoção, Informação e Educação Musical, Cultural e Artística.

O Portal GRANDAMAMBO entrevistou Roro Realdog, um dos rappers moçambicanos com mais ouvintes mensais no Spotify.

1. Quem é Roro Realdog, de onde surgiu o nome?

Roro Realdog é um Rapper, hustler membro e CEO de um dos maiores grupos da cidade de Nampula, o nome Roro surgiu desde puto no futebol eu sempre fui chamado assim diminuitivo de Ronaldo e o Realdog vem na fase do game e da lealdade que os Dog’s tem e Realdog vem repisar a lealdade que o Rapper carrega dentro do game.

2. Podes citar algumas das tuas principais músicas e participações de referência?

Principais músicas: Shooter R2L Desconnet & Real Luv.

Participações de referência: Real Luv Feat. Mineses & Desconnet Feat. Abd Tgs.

Chamo de referência essas participações porque de algum modo eles me motivaram e direcionaram, eles podem não ser muito famosos mas se hoje eu estou aqui eles tiveram um papel no meu hustler.

3. Como, quando e porquê começaste a cantar e te interessaste pelo Rap / música?

Rap pra mim vem do berço for real, tipo desde puto eu tive essa cena em mim, até porque eu na altura nem curtia muito Rap, mas já sentia isso, em casa com os meus mais velhos e meu tio, tinha aquela típica comparações que existem no game, entre meu irmão mais velho e meu tio quem é mais mau que e que, quando saía para rua os niggas que mais namoravam isso incluído meu irmão mais velho ouviam Rap, mesmo assim eu não sentia, meu lema era mesmo o futebol, só depois de meu Big bro de infância até hoje nós dias de hoje, me apresentar o Hernani Da Silva aí a cena passou a fazer sentido para mim passei a ouvir Rap a curtir outros Rappers como o Lil Banks, Dice quando pausava com os mais velhos ouvia Duas Caras, 3H, K9, Magnezia entre outros e, sem contar que no meu bairro tinha um grupo de Rappers que eram os gajos que mais pegavam as mulheres loucas aquelas que dão um susto que tem uma certa fama principalmente minha irmã mais velha, risos, mas é real talk, comecei a fazer Rap nos meados do ano 2015 depois de me mudar para outro bairro Rua da França em “Carrupeia”.

Conheci outros meios de me divertir ir em festas esse tipo de cena na escola atenção com as mulheres era outra cena e eu vendo Tgs se movimentar e me movimentar Tgs era o grupo de Rappers mais Dipin da escola naquela altura e eles eram tipo alunos gangster e, andavam grupo e entre eles, pra mim eles eram tudo que eu queria ser na altura e uns dos membros do grupo era ou melhor são Abd Tgs & Mineses isso no canto eles estavam numa classe acima e eram os niggas que todos respeitavam e faziam músicas eu ouvia tudo que eles lançavam e foi daí que eu peguei meus niggas e entramos no estúdio, de lá pra cá muitos desistiram seguiram outros caminhos eu fui o Nigga que contínuo a correr até puxar 2 dos meus homies forever que São Fresh Nigga Plus & Jdl Lopes únicos que até hoje fazem isso comigo e membros da Black Boys Gang.

4. Fale-nos do processo criativo, composição, gravação e produção musical?

Processo criativo é nada mais nada menos o que eu vivo e o que eu sou tento passar isso nos meus sons e perspectivas, eu acho que isso é o que cria conexão nas pessoas e nos meus homies, eles seguem-me porque eu consigo transmitir aquilo que realmente estou a sentir num Beat, principalmente as cenas offs que passei eu conseguia sempre superar qualquer sentimento off com a música escrevendo ou gravando e tem certas músicas que foram gravadas após de sair duma situação off, logo bazei para o estúdio directo e fiz acontecer simples assim.

5. Fazendo uma breve análise, como achas que o hip hop em Moçambique se encontra? Quais são as principais dificuldades?

Yeah o Hip-hop em Moz pra mim acho que nunca esteve melhor, digo isso porquê os Rappers estão mesmo a fazer as cenas tipo eu quero isso então é isso que tem de ser e antigamente não era assim ou era não sei mas sinto que agora está numa fase boa pode melhorar porque as cenas estão realmente acontecer.

“Tem Rappers fazendo dinheiro com suas músicas e isso pra mim é uma cena boa, não existe a melhor cena que fazeres mola com uma cena que realmente gostas.”

Dificuldades pra mim tem e várias, mas vou citar aqui uma e, á que eu acho a principal visibilidade temos poucas cenas na mídia que o foco é Rap e das poucas cenas que cá existem há muita burocracia dentro, se não tiveres alguém que possa te representar, lá tu não passas, ou te pedem um gucci muito Big que você nem tem, e isso dificulta o hustle de muitos Rappers como eu, digo isso porquê pra eles talento não é nada e, uma pessoa talentosa tem de ser direcionada ao sítio certo e a pessoa indo bater porta espera primeiro ser ouvida depois é que a cena acontece, não digo para não pedirem alguma coisa/valor a um/a G talentoso/a não, é bem provável tu nem seres ouvido por isso que aqui em Moz muitos focam em “bater” e não construir uma carreira sólida, fazem isso de todos os tipos para alcançar a tal fama que depois não sabem o que fazer depois dala vir, alguns conseguem, só que aí vem a faze mais difícil que é gestão…

Rappers vão em festivais de géneros diferentes, é bem provável tu veres um rapper a atuar, mas todos os Shows 99,9% são artistas de um gênero diferente, que não é o Rap e, ele é único Rapper, eu acho que aquele pode não ser o público dele, isso só para repisar meu lero acima…

6. Qual é o teu auge a atingir como artista/rapper?

Eu só quero ser Rapper e viver dessa cena para poder mostrar aos mais novos que sim é possível ser Rapper em Moz e viver feliz com isso independentemente do seu local de atuação.

7. Os produtores musicais são extremamente importantes para se obter uma trabalho com qualidade, quais são os Produtores nacionais e internacionais que mais admiras?

Produtores que eu mais admiro são:

Produtores nacionais: “Ellputo”, “WAVEMASTERS”, “Dullas Black”, “Nitros Beat”, Nello Beatz, entre outros…

Produtores internacionais: Pithágoras Beat, Jhony chizzy na Track, Beatoven entre outros…

8. Estudas? Trabalhas? Como é que consegues conciliar a carreira musical com as demais actividades?

Não estou a estudar. Eu sou um Business man.N a maior parte trabalho com o hustle da música e roteirista de vídeos e mais, mas tudo tem a ver com arte.

E sim, até agora consigo conciliar a carreira musical e outras atividades.

9. Quem é você quando não está a fazer música?

Quando não estou a fazer música, sou Gamer, leitor e principalmente consumidor de Rap.

10. O que que podemos esperar de si ainda esse ano de 2022?

Para 2022 já saiu um projeto intitulado Cápsula com a minha mob Black Boys Gang e no dia 11 de junho vou dropar uma preview tirando duas músicas do meu álbum de estreia que vai sair no próximo ano…

Encontre mais sobre o trabalho do Roro Realdog no seu perfil do Spotify.

- Advertisement -spot_img
- Advertisement -spot_img
Recentes

Entrevista com Elves Filipe

O Portal GRANDAMAMBO entrevistou Elves Filipe, um rapper angolano que feito um forte investimento para conquistar o reconhecimento que...
- Advertisement -spot_img

Veja Também

- Advertisement -spot_img
×